SIGs

 

SIGs_tela

Em novembro de 2009 foi criado o SIG Tel@ rBLH – Tele Rede de Bancos de Leite Humano, tendo como Instituição Coordenadora a Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz (Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira/Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde/Centro de Referência Nacional para Bancos de Leite Humano).

O objetivo do grupo é executar ações de telessaúde, estimulando a apropriação de conhecimento e educação permanente a fim de garantir que toda criança recém-nascida seja qual for a condição em que venha ao mundo tenha acesso ao leite materno e suas benesses.

 Portal da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano 

 

SIGs_fetal Este SIG nasceu da demanda das redes de atenção do SUS com relação à difusão do conhecimento e desenvolvimento tecnológico no campo da Medicina Fetal. O Instituto Nacional de Saúde da Mulher, Criança e Adolescente Fernandes Figueira há mais de duas décadas vêm realizando assistência, ensino e pesquisa em Medicina Fetal, o que legitima o posicionamento de liderança do Instituto neste campo do conhecimento. O grupo tem como objetivo principal fomentar o intercâmbio de conhecimento e a transferência de tecnologia no campo da Medicina Fetal.

 

 

SIGs_cervical

O Câncer do colo do útero está entre os mais frequentes em mulheres brasileiras e é alvo de programas prioritários do Governo Federal. Em 24 de junho de 2011 foi formalizada pelo Ministério da Saúde (Portaria GM no 1.472, DOU no 123) a Rede Colaborativa para a Qualificação do Diagnóstico e Tratamento das Lesões Precursoras do Câncer do Colo do Útero que, entre outras atribuições, desenvolve “atividades que objetivem aperfeiçoar a linha de cuidado para a prevenção e tratamento do câncer do colo do útero no SUS”. Dentre essas atividades destacam-se a implantação e monitoramento de Centros Qualificadores de Ginecologistas (CQG) para assistência secundária às mulheres com lesões precursoras do câncer do colo do útero nos Estados e a revisão, atualização e divulgação das Diretrizes Brasileiras para o Rastreamento do Câncer do Colo do Útero.O objetivo deste SIG é contribuir para a disseminação das diretrizes vigentes e promover sua revisão e atualização com a colaboração de outras instituições.O grupo tem como objetivo apoiar ações de qualificação da assistência secundária a mulheres portadoras de lesões intraepiteliais do colo do útero.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.